24 de fevereiro de 2016

"Sou tímido, não sei me vender, etc." Entenda as armadilhas e MEDOS INCONSCIENTES

*Coloco no final deste texto um link para um vídeo de 10 minutos aprofundando este tema caso queira assistir, vale a pena.

O Medo é traiçoeiro.

Ele encontra maneiras de te enganar e algumas boas armadilhas.

Muitas vezes ele se esconde na forma de virtudes.

Uma cliente um dia me disse: “Mario, não me vendo bem porque não gosto de falar de mim mesma e das minhas características pessoais” 

Segundo ela, sensações do tipo “Estou me achando, estou ostentando, vou virar piada para os meus amigos!” a impediam de se vender.

Isto a impedia de se projetar, criar seu marketing pessoal, falar sobre si mesma para o mercado.

Esta é uma das crenças mais limitantes da crença do Brasileiro.


Pegando o meu caso. Eu como coach preciso me vender. 
Preciso vender minhas palestras e meus livros.
Quando eu era funcionário eu não precisava disso.

Uma empresa me comprava e por ela ter esta capacidade de se vender, ela me vendia também a um preço muito superior. 
Até o dia que eu disse “Chega!” Eu posso me vender por muito mais.

É só um conjunto de crenças limitantes que te impede de fazer isso e receber o quanto você merece.
Na realidade, não importa a origem deste medo de se achar.

Não importa se foi quando era criança e seus pais o censuravam ao querer mostrar algo, ao falar algo em voz alta.
Censuras do tipo “Fale baixo, está todo mundo te olhando, para de chamar atenção”
No final você associou “Todo mundo te olhando, chamar atenção e etc” com dor, com vergonha, afinal você foi repreendido.

A origem dessa vergonha ou desse medo não nos importa.

No final, seu cérebro criou uma história “Sou humilde, sou modesto, não gosto de estar no centro das atenções”.

Criamos historias que fazem nós nos sentirmos CONFORTÁVEIS com nossos medos, olharmos eles com estes olhos distorcidos.

Isto não é humildade é medo.

Uma pessoa bem sucedida, um ator, uma modelo, um diretor de uma empresa não pode NÃO QUERER SER O CENTRO DAS ATENÇÕES. 

Percebe como esta crença, no seu inconsciente, limita seu poder pessoal? 

Humildade é você representar o seu papel, entendendo que você é instrumento de uma força maior. Ao recusar este papel ao não aceita-lo, você estará exercendo a maior prova de Falta de humildade.

O meu segundo livro LIFE COACHING 2 - Ansiedades, medos, bloqueios e a vitória pessoal ( www.livrolifecoaching2.com.br ) fala sobre isso tudo muito profundamente. 
Com os exercícios prático para que você lide sozinho com eles.

Para aprofundar ainda mais, assista ao vídeo abaixo, anote seus insights.

Falaremos mais sobre isso no futuro.
Boa leitura. Aproveite o despertar.

Compartilhe com seus amigos.

Mario


https://www.youtube.com/watch?v=We2CLxLvc9s

17 de fevereiro de 2016

Sorte e o Mito do "de repente" - Texto Motivacional

O Mito do "DE REPENTE"
Leia até o final. Compartilhe.
Nós temos esta esperança, talvez culturalmente os Brasileiros a tenham ainda mais.
Se você acredita em Sorte, você não se preparará o suficiente.
Você não estudará o suficiente.
Você não se comprometerá o suficiente.
Afinal, de que adianta? "Vai que você não dá sorte?" E se frustre, fracasse!
Esta dúvida é o prenuncio do fracasso.
Ela parte de uma crença interior de que não há justiça, de que você não será recompensado pelo esforço.

Queremos um dia encontrar a "cura" a "pílula mágica" a "dieta perfeita".
Um dia tudo irá mudar.
Milhões de pessoas na loteria.
Acreditamos na sorte.
No jogo do bicho.
No acaso.

Desculpe, mas neste universo perfeito SORTE não existe. Senão haveria injustiça.
Ou você acha que DEUS é injusto?
Espero que sua resposta tenha sido não.
Talvez você acredite que há injustiça e incertezas neste mundo.
Não há incertezas. É uma lei.
O que você projeta você recebe de volta.
Acontece sempre.
Sabendo disso, temos algo bom. Se a justiça é uma lei da vida, TUDO O QUE VOCÊ OBTÉM NA VIDA É UM RESULTADO.
De algo que você faz, fez ou fará!
Tudo.
Não a sua maneira (colorido e bonitinho) não! Mas acontece na maneira justa correta, perfeita!
E, justamente sua falta de fé e crença na sorte (injustiça) faz você olhar as coisas de forma distorcida.
Faz você criar expectativas, você sofrer por antecipação, você ficar ansioso.
Isso tudo acontece por você não entender, ou não acreditar, numa inteligência maior e na justiça.
Você espera pela sorte. Você espera ser um bom menino para que a sorte te privilegie.
E eu te digo. Não há sorte!
Há apenas a justiça.
Há apenas o correto, o justo e o perfeito.
Faça sua parte.
Daqui nada se leva, principalmente prêmios não merecidos.
Construa a sua "sorte",
Vamos pro topo?
Mario (@coach4results)