2 de junho de 2012

O que você escolhe? Amor ou Medo?



Todos os dias pessoas levantam, trabalham, procuram lazer, se alimentam, tomam banho, dormem... e a vida passa em uma série “finita” de repetições.

A rotina é uma ferramenta preciosa, ela pode ser sua principal amiga ou, ao contrário, trazer tristeza, vazio e uma vida cinzenta.

Engraçado é que nós construímos a nossa rotina. Nós escolhemos o que fazer, com quem nos relacionamos, nossa profissão e nossos objetivos...

Porque então as pessoas levam vidas 5,5? Daquelas que não está boa mas dá pra passar de ano? Vidas sem-sal, medíocres?

A resposta é simples, porque construíram Rotinas Pobres. E o ser humano não gosta de mudança.
Temos medo do novo. 
MESMO QUE O NOVO SEJA MELHOR, ainda assim, durante a transição temos medo.


Mas como construir uma rotina saudável? 

É simples! Temos sempre dois combustíveis, todos os outros se resumem a estes dois.

AMOR e MEDO

Você pode sair para trabalhar porque AMA o que faz, bem como pode sair para trabalhar por MEDO de não ter dinheiro de pagar as contas.

Você pode estar com a pessoa que AMA estar, ou estar por ter MEDO de não encontrar outra pessoa que você ame.

Você pode cuidar da sua saúde porque você se AMA, ou simplesmente porque tem MEDO de ficar doente...

Algumas pessoas podem alegar, “Mario, mas o resultado final não é o mesmo?”. 

Sim eu respondo, se você está malhando para emagrecer porque AMA seu corpo ou porque tem MEDO de um infarto, você SIM TERÁ o MESMO RESULTADO.

Mas eu te pergunto: SERÁ QUE O SEU SENTIMENTO DURANTE A ATIVIDADE SERÁ IGUAL??

É disso que estamos falando não é? De como você se sente?

Você se sente jubiloso ou conformado? Aprecia o dia a dia ou faz de tudo para passar o tempo?

A forma como você aborda suas atividades fazem toda a diferença.
A intenção é tudo. 
A intenção, esta força poderosa que antecede qualquer atitude do ser humano e que mora lá no âmago da nossa alma, é de fato o que muda a sua forma de ver a vida.

Na realidade eu vou além, a INTENÇÃO É TUDO O QUE IMPORTA.

Se você sair de casa para trabalhar porque AMA o seu trabalho, o que você faz você terá no final do mês o mesmo salário que teria se fosse ao trabalho porque tem MEDO de ficar desempregado, mas os seus SENTIMENTOS e suas EMOÇÕES seriam muito melhores.


É tudo uma questão de valorizar a sí próprio, os seus próprios sentimentos e encontrar maneiras de amar aquilo que você faz, apenas dar este “shift” nas suas intenções já faria uma grande diferença.


Eu sei também que é muito difícil, após anos de uma rotina engessada no conformismo de uma vida “OK!”, mudar a atitude mental para buscar amor no que se faz.


Talvez você seja uma pessoa de muito sucesso em Algo que não AMA. Neste caso, eu sinto por você, pois terá que ter uma coragem muito grande para mudar, e não será fácil.


Ok, mas vamos lá! Vamos falar de soluções! Vamos buscar esta mudança!

Tenho alguns direcionamentos para você que, eventualmente, construiu uma rotina em desalinho com quem você realmente é.

Primeiro:
Faça uma lista, prioritária, com as coisas que você FAZ e também com as coisas que você mais AMA. (nem sempre elas significam a mesma coisa)
 Ex: Filhos, amigos, trabalho, esposa, marido, casa, hobbies, pintar, cantar, viagens, fotografia, estudos, etc...
Esta lista ajudará você a ter m panorama geral de como sua vida anda.

Segundo: (e mais importante)
Seja sincero consigo mesmo neste momento.
Escreva ao lado de cada item anterior o Que te move para fazer cada atitude.
Ex:   Trabalho Voluntário: “Faço trabalho voluntário porque tenho medo de dizer não aos meus amigos da igreja”
Ex2: Terapia: “Faço terapia porque gosto de me conhecer melhor”
Ex3: Tocar Guitarra: “Toco guitarra porque eu amo”

Esta lista ajudará você a PENSAR sobre a sua vida. E SAIR DO PILOTO AUTOMÁTICO.


Terceiro e Último:
Faça mais das coisas que você faz por amor. Aumente a lista, aumente a dedicação, aumente o tempo investido nestas coisas, pouco a pouco.

Tenha em mente que aquilo que você faz por prazer tem sempre alguém que faz por profissão.

Ame-se. É difícil, eu sei. 

Faça uma transição suave.


Dou meu exemplo pessoal, não vivo de escrever textos no Blog, não sou o melhor escritor, mas faço isso por amor e um dia, quem sabe, profissionalmente!


O importante é começar...


Eu desejo que você quebre a rotina, que você não viva apoiado no medo, que você tenha coragem para empreender a mudança.

Fique firme;

Ignore o principal medo que é o MEDO DO JULGAMENTO dos outros.

E aumente sua dose de AMOR PRÓPRIO.

E quer saber, você pode fazer isso a qualquer momento! Porque não começar exatamente agora?

Viva no Amor!



Boa sorte, conte comigo! Torço para seu sucesso!
Um grande abraço,
MM

Nenhum comentário:

Postar um comentário