28 de janeiro de 2012

Na vida às vezes é preciso dar ALL IN


As vezes na vida é preciso dar ALL IN.


ALL IN é uma expressão utilizada no jogo de Poker quando um jogador aposta tudo o que ele tem, a tradução literal seria “Tudo dentro” o que soa péssimo...

Acho que no dia a dia nós falamos, “Entrar com tudo” ou até mesmo “Vou entrar com os dois pés no peito...” “Vou pro tudo ou nada” “Vou entrar de cabeça” etc...etc...etc..


A idéia de todas elas é a mesma, que você vai realizar uma tarefa com um nível de energia altíssimo, um empenho ou uma dedicação total, algo fora do comum para você, colocando uma força maior do que você costuma colocar normalmente em algumas tarefas.

Nos negócios, e até mesmo na vida, muitas coisas funcionam assim.

Se você vai iniciar um novo projeto, é determinante a maneira como você o começa, o grau de empenho e energia.
Em um novo relacionamento também, muitas vezes o início é o momento mais importante.

Imagine a cena...
Um avião parado na cabeceira da pista,
recebe a autorização da torre de controle para decolar,
o comandante fala “Tripulação decolagem autorizada”
o avião começa a andar na pista,
acelera... acelera...
e de repente
pára de acelerar, se mantendo a uma velocidade mediana.


NÃO IMPORTA O TEMPO QUE ELE PASSE NESTA VELOCIDADE, OU O QUÃO LONGA FOR A PISTA, ELE NÃO DECOLARÁ!

Na nossa vida, não temos muito tempo, a pista da vida não é infinita...

Coloque energia de verdade nos seus projetos.

Entre com tudo!

Faça seus aviões decolarem.  

E voe alto! Muito Alto!


As vezes um pouquinho só de energia a mais faz toda a diferença.


E os seus projetos? humm.... Será que não é hora de dar ALL IN?


Forte abraço,
MM

Um comentário:

  1. Cara, muito obrigada pelas palavras escritas, parabéns, você conseguiu me "dar uma sacolejada" eu estou meio desanimada ultimamente e estou precisando de estímulo! Sempre fui muito decidida e perseverante, mas não consegui decolar ainda, penso que grande parte desse esforço é minha, mas depois que li este seu texto me saltou uma ideia diferente "será que isso depende apenas dos meus esforços?", eu sempre fiz "a minha parte", mas agora não sei de quem é a "outra parte!"... é minha não é!? Caramba!!!

    ResponderExcluir