12 de setembro de 2011

Porque não?!


Porque não?

  Eu te pergunto: Porque Não?
  Eu tenho certeza que você já perdeu algumas oportunidades na vida.
  Tenho certeza que você já se arrependeu de não ter feito algumas coisas.
  Posso apostar que se você pudesse voltar no tempo você teria feito algumas coisas de forma diferente!

  É meus amigos, o tempo é implacável. Já dizia Cazuza: “O tempo não pára”.

  Muitas vezes nós recusamos convites, perdemos oportunidades, desistimos de planos por puro hábito. O triste é que podemos estar, inconscientemente, nos fechando para a vida, fechando portas, atrasando a realização de nossos desejos e sonhos, por simples hábito, puro condicionamento.

  
Decidi fazer uma experiência na minha vida. Decidi começar a pensar bem antes de responder qualquer coisa. Decidi dar minha atenção aos meus sentimentos. Decidi aprender a diferenciar quando eu não quero fazer algo de quando eu estou apenas inventando uma desculpa.

  
É difícil de admitir, mas nós damos muitas desculpas gratuitas...

  
Falo por experiência própria, afinal sou meu principal laboratório.
  Um amigo te chama para fazer uma viagem, e às vezes você já se pega dando uma desculpa sem ao menos considerar a viagem.
Às vezes pode ser um convite para uma festa e você já responde “Ah, hoje estou cansado” por puro hábito.

  
Isso acontece muito no dia a dia e é perigoso, perigosíssimo.

  
A gente nunca sabe o que pode acontecer quando estamos em movimento, nos relacionando com pessoas novas, conhecendo novos lugares, novas idéias.

  
Nós nunca sabemos no que podemos nos transformar ao darmos o primeiro passo. Pode fazer toda a diferença.

  
Quantas “coincidências” acontecem? Quantas histórias assim você já ouviu?
 “Nossa eu nunca ia naquele lugar e quando fui conheci o fulano, que me apresentou o Ciclano que levou uma amiga e eu e esta amiga nos casamos e temos 3 filhos hoje”  :-)



Parece brincadeira ou coisa de novela, mas a verdade é que a vida das pessoas é repleta de histórias incríveis!


  Eu te desafio primeiro a ficar atento às suas reações. Depois comece a se perguntar: “Porque não?”

  
Pense com todo o coração. Pode ser o convite mais estranho, em um domingo à noite, numa noite fria, num lugar longe e para um lugar que você não conheça ninguém! Mesmo assim pergunte-se “Porque não?”

  
Abra o coração e permita que a vida entre nele.
  


  Um exemplo pessoal:   Há exatos um ano me disseram que eu devia começar a escrever um blog, e no  meio da minha vida caótica, mesmo sem perceber, eu pensei “Porque não?”  e hoje nós podemos trocar estas idéias e compartilhar histórias das nossas vidas.



 Provavelmente existe um emprego que você queira se candidatar, uma roupa nova que você quer comprar, uma pessoa que você sempre quis conhecer, um amigo que você quer visitar, um familiar que você gostaria de ligar, um te amo que você quer dizer, uma viagem que você quer fazer, uma música que você quer cantar, um sonho que você quer realizar!
 

  
Pare de dar desculpas para a vida e viva de verdade! Afinal, porque não?


Um abraço,
MM

2 comentários:

  1. O medo as novidades, mudanças e ao novo, domina, através da mente, as atitudes do ser humano, e é isso que o segura "preso" onde está.
    Quando conseguirmos substituir o medo (mente) pela intuição (consciência), nas decisões que tivermos que tomar na vida, está será muito mais feliz e plena, e então não teremos mais que lamentar o que já passou.

    ResponderExcluir
  2. Eu Particularmente Acredito no Poder da Mente. Temos o Livre Arbítrio e Podemos Escolher o Mundo em que Queremos Viver. O Universso (Poder Maior) nos Garantiu isso desde os Primórdios. Por isso Escolho o Melhor da Vida, Porque nasci para Ter, Ser, e Fazer o Melhor que a Vida Oferece. Paz , Saúde e Prosperidades Infinitas ! Felicidades ! Sinta-se Bem."

    Hérdes Vanzeler Loureiro

    ResponderExcluir